domingo, 20 de janeiro de 2013

UMA VIAGEM 3D À NEBULOSA DE ORION

Quem conhece bem os meus gostos "astronómicos" sabe que sou um fã da Constelação de Orion.
É bela e imponente, exatamente como a verdadeira beleza deve ser.

Para quem não a sabe localizar, dou umas dicas:
- se estiver em Portugal, procure no Céu, às primeiras horas da noite e virado ao ponto cardeal este (ou nascente), a imagem que a seguir publico:


Com o Céu limpo, deverá ser muito fácil encontrar as 3 Estrelas que formam uma linha quase vertical na direção de Sirius, a Estrela mais brilhante do Hemisfério Norte. Essas 3 Estrelas estarão ladeadas por Rigel e Betelgeuse, duas enormes e belas Estrelas brilhantes.

A Grande Nebulosa de Órion está localizada nessa constelação neste sítio:


E ao telescópio vê-se mais ou menos assim:
Segunda foto publicada no post relativo à Observação de 16/10/2010.

E agora o verdadeiro motivo deste post. Veja a representação do que se passa dentro da Nebulosa de Orion. Graças ao Telescópio Espacial Hubble, a informação recolhida é suficiente para fazer este trabalho.
Soberbo...
Ligue o som.

video

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

"FALSO" ALINHAMENTO - 2

Ainda no que toca a este alinhamento planetário de Mercúrio, Vénus e Saturno com as Pirâmides de Gizé, convém mostrar mais um argumento que prova a falsidade da imagem.
Repare-se outra vez na foto:

Há 3 pirâmides. Khufu (a maior, à direita), Khafre (ao centro) e Menkaure (à esquerda, mais pequena). Na imagem, a do meio parece maior mas isso corresponde à ligeiramente maior elevação em que foi construída e ao ângulo em que a foto foi tirada. Esta foto retirada da Wikipédia ajuda a saber qual é qual:


Nesta imagem, o norte (N) é para cima e este (E) para a direita.
Devido ao movimento de rotação da Terra, todas as Estrelas e Planetas "nascem" a este. Como o alinhamento de que se fala só é visível às primeiras horas da manhã, um observador no local teria de estar virado para nascente (ou este).
Ou seja, um observador teria de estar do lado esquerdo desta representação a olhar para a direita. Teria Khufu (a maior) mais à esquerda e Menkaure (a mais pequena) mais à direita.

Conclusão: quem se colocasse na posição indicada pela foto que tem a montagem com as 3 Estrelas, em cima, teria o alinhamento a ocorrer nas suas costas...

Estas imagens que aparecem na Net são muitas vezes falsas. Fazem lembrar aquele mail que volta e meia circula pelas nossas caixas de correio a dizer que Marte vai ficar do tamanho da Lua. Isso nunca vai acontecer. Se isso eventualmente acontecesse, os efeitos da sua gravidade na Terra seriam de tal ordem que nós não estaríamos cá para ver.
O Céu é espantoso e maravilhoso. Quanto mais se sabe sobre ele, mais dá vontade de saber. Mas não à custa de notícias "falsas".

Tal como disse no post anterior, provar a falsidade de algo pode ser tão instrutivo como provar a veracidade de alguma coisa. Contactem-me sempre que surgir algo do género. Terei todo o gosto em investigar o assunto.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

"FALSO" ALINHAMENTO - 1

É muito provável que tenham visto na net, em novembro ou dezembro, algumas fotos que acompanhavam notícias que indicavam que iria acontecer um alinhamento raro das Pirâmides de Gizé com Mercúrio, Vénus e Saturno no dia 3 de dezembro de 2012, tais como estas duas que recolhi da net:



Desconfiei logo da sua veracidade. Há muitas imagens "espetaculares" a circular online e não se deve acreditar em tudo o que se vê. E desconfiei porquê?
  1. Se só acontece a cada 2 737 anos, não pode haver fotos de acontecimentos anteriores;
  2. Ainda que se considere que foi feita uma "montagem ilustrativa", as posições dos Planetas são diferentes de uma foto para outra;
  3. Da experiência de observação que tenho, algo me diz que não será nada normal ver 3 Planetas alinhados quase "na horizontal".
  4. Já nem vou falar das cores que as ilustrações apresentam para os Planetas.
Vai daí, propus-me a analisar esta questão como deve ser. Procurar a falsidade de algo pode ser tão educativo como tentar provar a veracidade de alguma coisa.

A primeira coisa que fiz foi utilizar o meu software de Astronomia para tentar obter a visualização dos 3 Planetas quando observados no dia 3 de dezembro.
Primeiro, procurei as coordenadas geográficas das Pirâmides de Gizé:
  • 29º 58' 45.03" N
  • 31º 08' 03.69" E
Pude, então, inserir no Stellarium (versão 0.11.4) as coordenadas que recolhi e fiquei com a visão do Céu no local.


NOTA: A informação no canto superior esquerdo diz respeito à posição do cursor no momento em que fiz a captura da imagem, não tem nada a haver com este assunto.

Depois fui tentar saber em que altura do dia esta conjunção (grande proximidade no campo visual, mas apenas aparente proximidade física) poderia acontecer. Ora, nesta altura do ano, Vénus só é visível ao amanhecer, e isso reduz imenso o espaço temporal deste acontecimento.
Com o Stellarium, fui ver como os Planetas surgiriam efetivamente no Céu, e tirei imagens hora a hora.
A linha que aparece a vermelho é a linha de eclítica, o que corresponde à "estrada imaginária" que os Planetas percorrem no Céu.




Explicando:

  • Às 2h, só Saturno está acima da linha do horizonte;
  • Às 3h, Mercúrio e até Vénus estão tão baixos que dificilmente serão visíveis;
  • Às 4h, parece-me um bom momento para ver o alinhamento;
  • Às 5h, o Sol já nasceu e isso, para quem tem experiência de observação, é um "já foste".
Isso originou um refinamento na pesquisa: o efeito da luz solar.
E o resultado, à mesma hora, do mesmo ângulo de visão, é o seguinte:




Confirma-se que a melhor hora para visualizar este alinhamento será qualquer coisa a rondar as 4h da manhã.
Atenção, que estou a considerar como VERDADE este alinhamento. Aliás, alinhamentos como este são até vulgares. O que estou aqui a rebater é o caráter excecional dado pelas imagens e a veracidade dessas notícias.

E estas imagens já provam um dos argumentos que expus logo no início: os Planetas "não se alinham" na horizontal àquela hora da manhã, mas sim quase na vertical.

No próximo post acabo este tema.